9.12.09

Até onde vai o livre arbítrio?



Hoje começo o post com uma situação: imagine que você é uma pessoa cheia de vida, um aventureiro, que vai para onde bem entender a hora que quiser, agora imagine uma súbita mudança na sua vida: ao sofrer um acidente e perde os movimentos do corpo do pescoço para baixo, passando a ser dependente inteiramente dos outros. Imagine passar 29 nessa condição.
Esse é o drama de Ramón Sampedro no belíssimo filme espanhol Mar Adentro. Baseado em uma história real, Ramón luta na justiça para ter direito a uma morte digna, ter direito a de escolha sobre a a própria vida, como ele mesmo diz no filme "viver é um direito, não uma obrigação". Enfim, Mar Adentro é um filme que toca em questões controversas da sociedade como a eutanásia, e é também pura poesia, como se pode ver nos trechos do livro escrito por Ramón.
Gostei muito desse filme, o chato foi que eu assisti ele durante o carnaval, e enquanto via as cenas mais dramáticas era obrigado a escutar a música do "Creu" que estava rolando na minha rua. Mas enfim, é um ótimo filme e eu recomendo!


Veja o Trailer



2 comentários:

EFS*** disse...

é um filme muito bom, principalmente por nos trazer a nitidez da ideia de que teriamos de ser donos do direito de morrer!

Jocastra disse...

"Mar Adentro" é um filme belíssimo. A principal lição que ele nos passa está sintetizada na frase do Ramon (como vc postou): "viver é um direito, não uma obrigação". Excelente!

Postar um comentário

Real Time Analytics

About


Total de visualizações de página

Analytics

Modified by Blogger Tutorial

Ação Crítica ©Template Nice Blue. Modified by Indian Monsters. Original created by http://ourblogtemplates.com

TOP